CORRETIVOS COLORIDOS - POR QUE E COMO USAR

Atualizado: 15 de fev.



Os corretivos ou corretores coloridos são produtos auxiliares na maquiagem. As cores não são aleatórias, são baseadas no estudo das cores - a colorimetria - para que funcionem de maneira correta. Se você pesquisar vai encontrar várias informações de como usar esses corretores, mas muitas estão equivocadas e por isso quero que você abra sua mente, pois os conhecimentos que vou compartilhar aqui é diferente do que se encontra por aí, mas se trata de conteúdo baseado em muito estudo e embasamento do porquê o que ensinam por aí, na prática, não funciona, apesar de na teoria estar certo.


A função mais conhecida para esses corretores é a de camuflar olheiras, manchas e espinhas. O raciocínio do uso das cores dos corretivos é relativamente simples, a ideia é neutralizar a cor das manchas, isto é, fazer com que fiquem da cor da pele, ou seja, marrom, já expliquei sobre isso AQUI e AQUI. Para isso o círculo cromático é o nosso melhor amigo.


Como já expliquei nos post anteriores, para formar a cor amarronzada da pele misturamos as 3 cores primárias - amarelo, vermelho e azul. Quando queremos camuflar uma mancha analisamos com qual cor ela se assemelha para descobrir a sua complementar, aquela que está do lado oposto do círculo cromático.



Por exemplo, uma espinha tem a cor avermelhada, buscando no círculo, a cor oposta ao vermelho é o verde, logo, o corretor verde é o que se usa para camuflar essa espinha. Contudo, isso não será suficiente e eu expliquei o porquê e como camuflar espinhas de maneira correta, nesse vídeo.


A teoria está correta - espinhas são avermelhadas, a cor complementar a ela é o verde e juntas formam a cor marrom. Porém, essa teoria se aplica a pigmentos em uma folha de papel em branco. Na PELE É DIFERENTE! Precisamos lembrar que a pele não é branca.


Além da sua pigmentação (melanina), que irá se somar com o pigmento da maquiagem, maquiamos seres vivos (a menos que você seja uma necromaquiadora) com temperatura corporal, veias, artérias, gordura, etc, que também influenciam na coloração da pele (uma espinha só é vermelha quando está inflamada, ou seja, a vermelhidão não é pigmento da pele em si, mas sim da inflamação, por isso a sua camuflagem não é tão simples quando na teoria pura, compreende?). A teoria das cores é pragmática apenas quando aplicada em tela branca, Por isso, quando se trata de camuflagem não se pode usar a teoria pura e simples.


Sendo assim, uma olheira que aparenta ser arroxeada não vai se neutralizar com um corretivo amarelo (mesmo essa sendo a cor oposta do roxo, pois na prática isso não funciona) como é ensinado por aí. O mesmo vale para melasma, que muita gente acredita ser amarelado e por isso usam corretor lilás. Em um primeiro momento pode até parecer que a camuflagem funciona, mas depois de um tempo a coloração da mancha volta a aparecer, porque o lilás é uma cor fria, assim como o melasma. E olheiras arroxeadas também são frias, mas o amarelo não tem intensidade suficiente para cobri-las.


Por isso, quando se trata de manchas na pele, de uma maneira geral, significa que elas têm coloração esfriada (já falei sobre temperatura de cores AQUI) e por isso é necessário usar um corretor de cor mais quente, como um corretor alaranjado ou avermelhado. E a intensidade deve seguir o tom da pele - se clara um corretor coral ou rosa e se escura um corretor laranja ou vermelho - (não atoa que batom vermelho na olheira funciona, várias pessoas usam essa técnica e muitas vezes sem nem saber o porquê da certo, e agora você sabe).

Como eu não tenho olheiras (só espinhas, as vezes - ninguém é perfeito) peguei essa foto da Maquiadora Luciane Ferraes que ilustra a correção de olheiras com a cor vermelha. (reparem que a olheira dela é arroxeada e mesmo assim não é corretivo amarelo que a camufla)

Corretores da Kryolan - cores intensas e "puras" e cores claras (adição de branco)


Mas se os corretores amarelo e lilás não servem para fazer camuflagem, então qual é a função deles? Alterar subtom de base!!! E aqui você irá seguir a soma de cores para definir qual corretor vai precisar para deixar o subtom na cor que você precisa.


No youtube postei vídeos sobre neutralização de subtom de base.



Nesse POST, em que fiz a resenha dos corretores de subtom de base da Dalla, também expliquei mais sobre ajuste de subtom de base.

Portanto, entenda que a colorimetria é uma ciência exata, mas quando aplicada no corpo humano ela fica um pouco mais complexa. Por isso é tão importante esse estudo para nós maquiadores.


Por hora, guarde que corretores amarelo e lilás não camuflam manchas de pele, mas são ótimos para ajuste de base!


Recapitulando:

  • corretor verde: manchas avermelhadas, como espinhas e rosáceas (mas precisam ser complementados com corretivo cor de pele com mais vermelho - expliquei detalhadamente no vídeo, se não assistiu volta lá)

  • corretor salmão (laranja ou vermelho): olheiras, melasma, vitiligo e manchas em geral

  • Corretores amarelo e lilás: alterar subtom de base. Lembrando que as outras cores também podem ser usadas para essa finalidade (mudar o subtom da base).

Nesse post estou me atendo apenas as cores que são mais comuns de serem encontradas prontas. Mas entendam que é possível fazer corretores de todas as cores e intensidades, para diversas outras funções.


Espero que tenha gostado do post.


Bárbara Figueiredo - pigmentadora, maquiadora e graduanda em Biomedicina. Acompanhe as minhas redes sociais para conhecer mais do meu trabalho: Instagram: @b.a.r.b.a.r.a.b.e.a.u.t.y @barbarabeautyconcept Youtube: Bárbara Figueiredo Beauty E para você não perder nenhum post do blog e receber alerta no seu e-mail, assine a newsletter no campo abaixo. Até o próximo post. 😘

310 visualizações2 comentários